Algodão: Negócios no país são limitados devido a disputa por preço

Compartilhe

Mesmo diante do crescimento da oferta de algodão no mercado interno, as negociações envolvendo a pluma estão mais lentas, devido à disparidade entre os valores pedidos e os ofertados.

<\/div>

Segundo colaboradores do Cepea, enquanto produtores se afastam do spot ou buscam realizar negócios a preços maiores (atentos às recentes valorizações externas), compradores estão resistentes em aceitar os reajustes, justificando dificuldades em repassar novos custos aos seus manufaturados.

Nessa terça-feira, 28, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, fechou a R$ 5,3346/lp, alta de 2,8% em sete dias, mas ligeira queda de 0,36% na parcial de setembro.

Apesar disso, a média da parcial do mês, de R$ 5,2885/lp, ainda é a maior, em termos nominais, de toda a série histórica.

Fonte: Cepea