Café: Arábica tem queda após começar novembro com recorde nominal

Compartilhe

Depois de atingir o recorde nominal da série do Cepea no início de novembro (R$ 1.286,73/sc de 60 kg no dia 1º), o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6, posto na capital paulista, passou a registrar quedas.

<\/div>

Segundo pesquisadores do Cepea, a baixa está atrelada à desvalorização dos contratos futuros da variedade e à depreciação do dólar frente ao Real.

Nessa terça-feira, 9, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica fechou a R$ 1.258,03/sc de 60 kg, recuo de 2,23% frente ao da segunda anterior, 1º.

Com isso, grande parte dos vendedores brasileiros esteve retraída do mercado spot, limitando o fechamento de novos negócios.

Produtores estão mais cautelosos na comercialização, atentos às perspectivas de uma safra menor em 2022/23 e aos problemas logísticos enfrentados em todo o mundo, fatores que podem manter os preços da commodity em patamares elevados.

Fonte: Cepea