Mandioca: Com queda na moagem, indústrias consideram antecipar recesso

Compartilhe

Com os atuais preços da mandioca em patamar elevado e a necessidade de fazer caixa, parte dos mandiocultores tem mostrado interesse na comercialização, porém, segundo colaboradores do Cepea, a maioria continua postergando as entregas para o próximo ano.

A demanda industrial, por sua vez, segue firme, visto que as empresas pretendem formar estoques para os próximos meses.

Mesmo assim, o esmagamento continuou abaixo das expectativas dos agentes, e parte das unidades industriais já considera antecipar o período de recesso ou férias coletivas para o início de dezembro.

Entre 15 e 19 de novembro, o Cepea estima que o esmagamento de mandioca pelas fecularias tenha sido de 34,8 mil toneladas, crescimento de 11,4% frente ao período anterior. Ainda assim, a ociosidade média foi de 52% da capacidade instalada.

Quanto aos preços, a média nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia fechou a R$ 678,14 (R$ 1,1794 por grama de amido), 2,8% maior que a da semana anterior.

Em termos reais (deflacionamento pelo IGP-DI), este valor está 21,4% acima do registrado no mesmo período de 2020.

Fonte: Cepea